Fácil de fazer e gostoso de comer

Salada de quinoa Limpa geladeira

 

quinoa2

*(plantação de Quinoa no Peru)

Todo mundo sabe fazer uma salada Limpa Geladeira, não? Hoje fiz minha primeira salada de Quinoa. Santo youtube. Primeiro passo a quinoa, e segundo passo descobrir o que há na geladeira e, por fim,  misturar tudo.

Eu tinha comprado um pacote de quinoa mesclada, de 3 tipos de grãos e nunca havia feito. Busquei informações no youtube e fui me aventurar na cozinha.

Cozinhar a quinoa é mais fácil que fazer macarrão. Meio litro de água para uma xícara dos grãos. E cozinhei sem sal. Enquanto cozinhava, fiz uma busca básica no interior da geladeira para ver o que havia lá. Restos mortais do frango assado delicioso de ontem, tomate, azeitona, cenoura, cebola, temperos verdes.

Cozida a quinoa (uns 20/25 mins, se isso,ou o tempo de ela abrir e parecer que vai virar pipoca). Quase toda a água evaporada e grãos hidratados, escorri e coloquei numa travessa para esfriar.

Em seguida desfiei o frango, retemperei para dar uma reforçada no sabor, desfiei a cenoura também ( tipo macarrão fino, passando no ralador de comprido), azeitonas, uns dois palmitos picados, tomate sem semente, cebola ralada e os temperos. Acertar o sal, que pra ser chique usei o do Himalaia moído grosso e um mix de pimentas secas moídas também. Muito azeite de oliva, et violà!

Tudo bem misturado, travessa e geladeira.

Para servir, um pouco de alface americana rasgada e temperada com molho de mostarda Dijon (to muito metida).

Olha só o resultado:

20150126_210717

Dá para fazer a salada sem a parte da carne, acrescentar pepino em cubos (mas minha filha não come), outros vegetais que você goste e servir com peixe, ou frango grelhado ou até mesmo um bifão, mas este não frito à noite.

Semana passada tentei uma receita de Pão de Mandioquinha, mas não li direito a receita e o resultado foi tenebroso. Incomível! Lixo direto – não salvava nem pra tentar fazer biscoito dele.

– foto do google imagens

 

BOLO DE BANANA DA CAROL TRENTINI 

bolodebanana

Minha irmã me avisou deste bolo, pois havia assistido o programa Estrelas na Globo, onde a modelo Carol Trentini ensina a Angélica esta e outras receitas.

A maior dificuldade desta receita é o preparo do leite de Amêndoas, que precisa de repouso por 12 horas no mínimo – na proporção de meia xícara de amêndoas para duas de água – repouso de uma noite e pela manhã bater bem no liquidificador as amêndoas e a água, peneirar e passar por um tecido para coar.

Também entendo que seja possível diminuir um pouco o açúcar. E no meu caso, não sei se meu forno está desregulado, mas só deu ponto de bolo (e tem que ficar molhadinho – não esperar secar totalmente) com uma hora de assado.

A Carol Trentini diz no vídeo que 30 minutos seriam suficientes e depois manter o bolo enrolado em um pano de prato para continuar assando fora do forno. Pra mim, meia hora e estava líquido ainda.  Ah, aviso, a massa é mais cremosa do que massa de bolo normal.

E no final, como diz a Angélica, este bolo com uma bola de sorvete, deve ficar o bicho!

Vamos lá:

  • 4 ovos
  • 3 bananas bem maduras
  • 2 xícaras de chá de açúcar demerara (eu vou tentar com 1, 5 na próxima vez)
  • 1/2 xícara óleo de coco
  • Canela a gosto
  • Uma pitada de sal
  • 1 colher de chá de essência de baunilha
  • 1/2 xícara de leite de amêndoa
  • 2 xícaras ou de farinha de arroz integral peneirada
  • Castanhas a gosto (pode colocar com vontade e picada para dar crocância)
  • 1 colher de sopa de fermento químico
  • Canela em pó para finalizar

modo de preparo

  • Bata os ovos no liquidificador com a canela e o extrato de baunilha por dois minutos
  • Adicione as bananas, açúcar, óleo de coco, sal e o leite e bata até ficar bem cremoso
  • Despeje o conteúdo do liquidificador em uma vasilha e adicione a farinha aos poucos.
  • Adicione o fermento por último.
  • Unte a forma com farinha e óleo de coco e asse no forno pré aquecido a cento e oitenta graus por trinta e cinco a quarenta minutos
  • Use canela em pó para finalizar

 

Dúvidas, buscar pelo site da gnt – receitas – bolo de banana Carol Trentini.

 

 

Mac and Cheese  do chef Jarom Lee Thurston

mac and chesse

  1. Meio pacote (500grs) de macarrão penne, parafuso, gravatinha (eu uso qualquer tipo de macarrão que eu tenho);  250grs de queijo chedar ; 2 ovos grandes; 1 xícara grande de coalhada de queijo cottage; 2 xícaras de creme de leite; sal e pimenta do reino.(Você pode adicionar bacon ou presunto em cubos).
  2. Preaqueça o forno em 180graus. Unte uma assadeirade média com spray de cozinha, manteiga ou óleo.
  3. Coloque água em uma panela grande, leve para ferver com sal (pouco) e óleo. Adicione o macarrão. Ferva até ficar macio, cerca de 10 minutos. Escorra bem.
  4. Esmigalhe o Cheddar. Bata os ovos em uma tigela grande, adicione o queijo cottage,creme de leite,sal e pimenta; misture bem.Juntar o Cheddar e mexer.
  5. Disponha o macarrão na mistura de queijo com cuidado; misture bem, mas gentilmente.
  6. Asse até que a mistura fique borbulhante e levemente dourada, cerca de 30.

Considerações do meu amigo gringo dono da receita:

Usei um pote de requeijão, um de ricota, um pouco de cheddar. Fiz um creme misturando tudo isso c um pouco de leite e margarina (me parece bem um brasileiro adaptando receita). Depois misturei no macarrão parafuso já cozido e coloquei no forno. Não tem como errar com requeijão e outros queijos. Mas se não tiver cheddar da p por o queijo prato, também fica bom só é mais seco. Dai põe mais leite para ficar mais cremoso e derreter melhor no forno.

Minhas considerações:

Os queijos que funcionam melhor neste tipo receita são cheddar, provolone, parmesão, muçarela, gouda. Sugiro misturar 2 ou 3 tipos se for possível, tudo combina. Depois é só se deliciar comendo.

Sugestão: Há tempos, após minha filha ser diagnosticada celíaca temos comido apenas macarrão sem glúten, que vende também em Cuiabá, do tipo parafuso, penne e espaguete (que até dá pra esta receita, mas com menos charme). Neste caso a massa demora um pouco mais para cozinhar, mas o restante da receita é igual. Sugiro que pra quem queira experimentar com o macarrão de farinha de arroz, que o faça, pois não muda no sabor da massa e é muito mais leve que a de trigo (Agora matei a italianada do coração. Acontece que é verdade).

 

Torta de limão dos chefs Cleber  Noronha e e Rafaella Tognietti

 

1 pacote de bolacha waffer chocolate;

18 rosquinhas de coco (aquelas de pacote);

2 colheres (sopa) bem cheias de margarina;

1 colher (sopa) de nutella (pra matar de vez, digo eu).
Processo da massa: bater as bolachas no liquidificador até virar uma farofa. Retirar e misturar a margarida fria e a nutella até formar uma massa homogênea.

Esticar com os dedos em uma forma redonda, de preferência com fundo removível e colocar para assar, em forno pré-aquecido a 180 graus, até dourar, em torno de 15 minutos dependendo do forno.

Depois de assada e fria, espalhar o quanto quiser de nutella (quantidade absurda,  diz ele) e espalhar o creme de limão, que é feito batendo 1 lata de leite condensado e o suco de 2 limões, no liquidificador. Deixe esfriar totalmente na geladeira (1 hora) e está pronta para a perdição.

 

Salada de frutas quentes com chocolate

Gosta de fondue? Gosta de uma sobremesa diferente? Juntamos as duas:

Separe as frutas que você gosta e que poderia fazer um fondue: abacaxi, tangerina em gomos, caqui (duro), morango, banana fatiada, kiwi fatiado, maçã em pedaços pequenos, melão em pedaço, uvas, pêssego fatiado ou em compota sem a calda, goiaba, damascos cortados etc.

Ligue o forno, em forno médio.

Sempre preparo para 6 pessoas, mas nunca medi quanto vai de cada fruta. Mas faça a medida da sua casa, para uma forma média.

Disponha as frutas misturadas em uma forma refratária bonita (vai pra mesa).

Misture uma lata de creme de leite com  duas colheres de sopa de açúcar e bata bem.

Despeje em cima das frutas e dê uma nova misturada para incorporar às frutas.

Rale chocolate por cima. Eu faço com chocolate ao leite, mas pode ser feito com meio amargo ou amargo, dependendo do seu gosto.

Coloque para assar por aproximadamente 15 mins. ainda em fogo médio, ou no tempo para derreter bem o chocolate da cobertura.

Retire do forno e sirva em seguida.

Dicas: dá para polvilhar ainda castanha picada e  granulados antes de servir.

Se quiser matar os convidados, sirva com sorvete de creme.

 

Bananas assadas com sorvete de creme

Quem nunca teve umas bananas nanicas maduras na fruteira e não sabe o que fazer com elas? Pra mim, uma das sobremesas mais gostosas que há.

Pegue o número de bananas – nanicas –  o suficiente para os que vão comer.

Coloque em uma assadeira com casca e tudo, dê uma passada de faca pontuda na parte de cima, abrindo para sair o vapor, mas sem soltar a banana e leve ao forno para assar. Pode ser tanto em micro ondas, como em forno à gás ou elétrico. No micro – 4 minutos para bananas bem maduras é suficiente. No gás cerca de 20 mins, e no elétrico, acredito que em torno de 12, mas dá para ir acompanhando.

Quando as bananas estiverem assadas – ficam cozidas em sua própria água e não secas – retire da casca e sirva com canela e açúcar. Se for do time da gordice, sorvete de creme é tudo de bom por cima quando eles estão ainda quentes.

Se quiser incrementar as bananas dá para fazê-las caramelizadas e/ ou flambadas:

Para
3 bananas nanicas maduras
1 copo de suco de laranja
1  xícara de açúcar
2 ou 3 tiras de casca de limão
1 colher-  de sopa – de manteiga
1 cálice de conhaque ou licor de sua preferência

Modo de preparo:

Em uma panela coloque a manteiga e deixe derreter, depois disso coloque as cascas de limão e espere um pouco.
Coloque o açúcar abaixe o fogo e mexa sempre até que se forme um caramelo, liso e uniforme. Alguns “chefs” dizem para jamais mexer caramelo, mas eu mexo…
Coloque o suco e deixe ferver um pouco até que vire calda – não é caramelo – é o ponto anterior.
Adicione as bananas, mexendo para aderirem bem à calda.
Coloque o conhaque.
Desligue o fogo e imediatamente acenda um fósforo jogando o mesmo dentro da panela. Hora de grande emoção – cuidado .
Mexa a banana enquanto houver fogo dentro da panela.

E novamente, pode-se comer com sorvete. Muito sorvete.

 

Trouxinhas de salmão ao vinho

É uma receita sem quantidade certa, você faz de acordo com o número de “comedores e fome de cada um”.

Filés de salmão- porções individuais

temperar com:  com sal, alho picado, cebolas em rodelas, suco de limão e vinho branco por meia hora.

Colocar cada filé embrulhado em papel  alumínio (com a parte brilhante para dentro) com as cebolas por cima, regar com o molho do tempero e colocar alcaparras se desejar.

Assar por mais ou menos meia hora no forno médio pré-aquecido.
Torta de pão de Forma
– 1 pão de forma sem casca
– 500 grs presunto picado (ou o que você tiver – frango, carne picadinha)
– 400 grs de queijo picado ou em pequenos pedaços
– azeitona, champignons, ervilha, milho, brócolis, tomate seco.
– uma receita de molho branco (simples)
– queijo em fatias para cobrir a torta
– orégano e folhas de manjericão e tomatinho cereja para enfeitar.

Em um forma untada coloque o pão e cubra com os ingredientes do recheio, deixando o queijo picado por cima. Alterne com mais uma camada de pão de dos recheios, e assim por diante.
Ao final, despeje o molho branco por cima, tendo certeza de que ele penetrou bem em todas as camadas.
Por último cubra com o queijo e salpique o orégano, se desejar.
Forno morno por aproximadamente meia hora, ou até dourar a torta.
Ao retirar do forno, enfeitar com os tomatinhos cereja e manjericão.
Servir quente ou frio.

Um comentário sobre “Fácil de fazer e gostoso de comer

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s